terça-feira, janeiro 06, 2015

Falta de pudor

Ver diariamente altos dirigentes da atual direção do PS a visitar a grande vítima do nosso sistema judicial é deveras constrangedor. Não se deve julgar ninguém na praça pública, mas o PS é um partido do arco do poder e não pode ficar refém de um arguido detido ou (já agora!) de um ex.presidente (por mais importante que tenha sido para a nossa democracia).
Que acreditem na inocência de um amigo, que o façam à vontade, mas agora ouvir sistematicamente declarações populistas que descredibilizam o Estado de Direito, não!

Sem comentários:

Enviar um comentário