quarta-feira, abril 28, 2010

De quem é a culpa

Logo pela manhã a conversa era a queda da bolsa. Depois de uma noite dormida a correr, a conversa ao café incidia na crise. A minha de momento era mesmo "ressaca" mas havia quem discutisse a crise da bolsa, a classificação atribuída a Portugal por um grupelho de meninos vestidos de fato cinzento que nuns escritórios envidraçados resolvem lançar o caos nos mercados. Acordei. Na capa do Público umas setas coloridas chamavam-me a atenção. No Diário Económico uma palavra só: "entendam-se". Sim façam esse favor de uma vez por todas. Entendam-se. E não se aplica só aos politcos portugueses, aplica-se aos governantes europeus, aos governadores dos bancos centrais dos países e do banco central europeu. É que ouvimo-los dizer que nada de grave está em causa quando nos atiram pedras custa.Mas o certo é que nos querem fazer ver nuvens cinzentas num dia que se apresentou com sol e quente.

Sem comentários:

Enviar um comentário