terça-feira, janeiro 03, 2012

Consciência no consumo

A sociedade portuguesa tem crescido de uma forma notável na adversidade. O voluntariado intensifica-se e diversifica-se. A solidariedade tem-se multiplicado, dando sinais da nobreza de valores do povo português.
Chegou a hora do povo português cultivar a "consciência no consumo", de ser exigente e dar preferência a produtos portugueses de empresas com ética nos negócios e responsabilidade social, que contribuam para o crescimento e desenvolvimento de Portugal.
É cada vez mais difícil encontrar empresas assim, mas vale a pena distinguir quem está connosco no esforço de recuperação nacional. Se é verdade que cada um pode escolher onde pôr a sua riqueza, não é menos verdade que cada um de nós pode escolher onde gastar o seu dinheiro.

1 comentário:

  1. Mistelas para dormir retardam o acordar.

    ResponderEliminar